Quando a mudança se impõe.

Temos a vida em stand-by. Cancelámos compromissos, eventos, formações, consultas. Muitos não sabem como será “no fim do mês”. O que era a verdade do quotidiano deixou de o ser, sem pedir licença ou esperar pelo melhor momento. A vida impôs-nos a derradeira prova: descontruir o que havia por certo. Não a pedimos, mas ela aí está, a mudança.

As pandemias da vida já me ensinaram que vivo melhor aceitando com serenidade o que não controlo, e assumindo a responsabilidade sobre tudo o que toco. Para isso preciso de ter os olhos abertos, o coração atento e os pés no chão. Importa por enquanto redefinir o que controlamos, sem medo, sem reservas, e sobretudo, sem julgamentos.

Cada um tem agora, e com base nas suas circunstâncias, muita informação e emoção para (di)gerir, mas o que fazer quando a mudança se impõe e não se pode sair de casa?


Se está em regime de teletrabalho, boa parte do seu tempo já estará destinada a tarefas, compromissos ou reuniões profissionais. Só que a vida não é só trabalho. A Dimensão Ocupacional é apenas uma das partes de um todo articulado, e que queremos equilibrado.

Gravitamos noutras dimensões (fisica, emocional, intelectual, social e espiritual), igualmente importantes e às quais é fundamental dedicar alguma atenção consciente, intencional. Essa atenção pode passar por organizar rotinas diárias e inegociáveis, tal como o são comer, dormir e lavar os dentes!

Se servir para tornar os próximos tempos mais leves, aqui ficam algumas sugestões de auto-cuidado:


Fisico *: Deixe o exercicio entrar em casa através das centenas de recursos que se multiplicam, combine um video-treino com um/a amigo/a!


Intelectual *: É chegado o momento de fazer “aquele” curso online, ou de ler “aquele” livro! De se dedicar ao desenho, ou á música. Esta é também uma oportunidade para desenvolver talentos e qualidades.

 * Emocional *: Reserve um tempo de reflexão e/ou escrita diário sobre os acontecimentos e de como se sente em relação a eles. Observe as suas emoções e de que forma as gere.

* Relacional *: Alimente a sua rede a partir de quem o/a rodeia em casa e fora dela. Quem são as pessoas que precisam de mais atenção? Quem são as pessoas que precisam de atenção regular? Organize Video-jantaradas com amigos. Combine intervalos de trabalho com os colegas. 

* Ocupacional*: Goze desse tempo “extra” que agora pode dedicar ao que precisa (arrumar aquela despensa, aquelas gavetas, as pastas do pc,…), mas também ao projeto que tem adiado. Comece a fazer listas!


Espiritual *: Que crenças estão as circunstâncias a abanar na sua vida? Que verdades deve largar para melhor levar o dia a dia?


Estamos nisto todos juntos, e eu própria tenho vindo a avaliar de que forma me posso tornar (mais) útil no sentido de um bem comum –  quando tem de ser, quando a mudança se impõe. É o meu propósito há muitos anos, e nesta fase mais que nunca.

Se isto estiver a ser demais, se esta rutura levar ao caos, ou se quiser partilhar as suas estratégias de Estilo de Vida em tempos de mudançaestou aqui. Disponivel para apoiar no equilibrio consciente, intencional e real do que pode ser a Vida quando a mudança se impõe.

Na certeza de que vamos ficar bem…

One Comment Add yours

qual a sua opinião?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s